Conteúdo Que Se Auto-Promove: 4 Passos Para Criar Artigos Virais

Descarregar PDF

 

“Você deve gastar 20% do seu tempo de criação de conteúdo e 80% do seu tempo a promovê-lo.”

 

Não sei quem foi o primeiro a dizer isso, mas o mundo do marketing de conteúdo ficou louco desde então.

 

Isso porque parece ser a resposta para todos os seus problemas.

 

A razão pela qual não está receber muito tráfego não é porque o seu conteúdo é pobre, mas porque você não o promove o suficiente.

 

E assim milhares de bloggers escrevem artigos medíocres e usam todas as táticas de promoção que sabem para distribuí-los.

 

Sinto muito, mas as coisas não funcionam dessa maneira. Essa teoria está errada!

 

 

De onde é que vêm os leitores?

 

Abra sua conta do Google Analytics e diga-me quais as suas 5 principais fontes de tráfego.

 

Deixe-me adivinhar:

  • O tráfego de Google;
  • Tráfego direto;
  • Facebook;
  • Twitter;
  • Alguns sites poderosos com links para o seu conteúdo.

 

Bem, o “tráfego do Google” e “tráfego direto”, acho que todos percebem o porquê.

 

E em relação aos outros três?

 

Já pensou como é que os utilizadores do Facebook e do Twitter acabam por ler o seu artigo?

 

Isso porque alguém partilhou o seu artigo com eles!

 

  • Você obtém tráfego do Facebook, porque as pessoas gostaram do seu artigo e partilharam com os amigos;
  • Você obtém tráfego do Twitter, porque os utilizadores do Twitter gostaram do seu artigo e “re-twittaram” para os seus seguidores;
  • Você obtém tráfego a partir de outro site, porque o dono desse site acha o seu artigo interessante a cria links para ele.

 

O que é que eu quero dizer com isto?

 

Não é VOCÊ quem promove o seu artigo com as diferentes táticas de promoção.

 

São os seus LEITORES que promovem o seu artigo para os amigos e seguidores deles.

 

Assim, se você quer receber toneladas de tráfego – tem que fazer artigos de valor, que “contagiem” outras pessoas!

 

Há quem chame de “artigos virais”.

 

 

Como funcionam os “artigos virais”?

 

Você escreve um artigo novo e, de seguida, partilha-o com a sua lista de contactos, através de email.

 

Se o seu artigo não for “viral”, ou seja, não é interessante ou não acrescenta valor para quem o lê, nenhum dos seus contactos irá partilhá-lo, e assim o seu artigo não irá chegar a qualquer público extra.

 

Porque é que os seus leitores irão querer partilhar o seu conteúdo?

 

Porque os seus leitores percebem que o seu artigo é de valor e vão querer partilhá-lo com os seus amigos;
… e de seguida, esses amigos irão querer partilhá-lo também com seus amigos;
… e depois, os amigos dos amigos irão fazer a mesma coisa…

 

Deixe-me mostrar-lhe como como isso acontece:

 

artigo viral vs artigo normal

 

Como pode ver na imagem, o “artigo viral” vai chegar a uma certa quantidade de pessoas. Algumas dessas pessoas vão gostar do conteúdo e naturalmente vão partilhá-lo com outras pessoas.

 

Nesse segundo grupo de pessoas irá acontecer o mesmo. E por ai adiante.

 

Além disso, as mais eficazes técnicas de promoção de conteúdo são baseadas no contacto com pessoas influentes e fazer com que elas partilhem o conteúdo com a sua enorme audiência.

 

Bem, pessoas influentes nunca irão partilhar artigos medíocres. Você tem que lhes dar algo “viral“.

 

 

4 Passos para criar artigos virais

 

Como fazer para criar um tipo de artigo que as pessoas gostem e partilhem com seus amigos e seguidores?

 

Bem, as pessoas adoram partilhar coisas que as façam parecer interessantes aos olhos de seus seguidores.

 

Este conceito é conhecido como “moeda social” e é baseado na ideia de que o que dizemos influencia o modo como as pessoas nos vêem.

 

 

PASSO 1: Encontre uma ideia comprovada

 

Porquê tentar adivinhar sobre as coisas que a sua audiência gosta, quando pode saber o que ela realmente procura?

 

Há uma ferramenta interessante chamada Buzzsumo.

 

Escreva as palavras-chave e ela mostrará uma lista dos artigos mais partilhados, de acordo com essas palavras-chave.

 

Buzzsum

 

Esta ferramenta pode ser sua fonte inesgotável de ideias para artigos virais.

 

 

PASSO 2: Melhore essa ideia

 

Roubar ideias de outras pessoas não o irá levar muito longe… se você não souber como “roubar” corretamente!

 

O truque consiste em reformular a ideia que está a tentar “roubar”, de forma a que as pessoas não percebam a semelhança que existe com a original.

 

Aqui estão as 2 melhores formas de fazer isso:

  • Faça uma pesquisa minuciosa e escreva um artigo ainda mais aprofundado do que o original;
  • Agarre na ideia de um “ângulo” diferente e ofereça a sua perspetiva pessoal.

 

Existem algumas técnicas usadas por alguns bloggers, como por exemplo a “Skyscraper Technique“, mas a ideia fundamentar é reescrever o artigo apoiando-se sempre na sua opinião pessoal.

 

 

PASSO 3: Use Grafismos

 

De acordo com vários estudos, os artigos que contêm conteúdo gráfico atraem mais a atenção:

 

Gráfico

 

Mas não pense que só o facto de colocar algumas imagens relacionadas com o tema do artigo, entre alguns parágrafos do texto, irá conseguir o efeito desejado.

 

O objetivo é criar as suas próprias imagens, de forma a que as outras pessoas as usem no conteúdo delas, com links para o seu artigo.

 

Se não tem “queda” para o desenho, pode sempre subcontratar um webdesigner para produzir as suas imagens.

 

Ou ainda, pode usar sites como o Odesk ou o Fiverr e encomendar os seus gráficos a baixo custo.

 

Sabia que pode conseguir excelentes imagens únicas por apenas 5 dólares?

 

 

PASSO 4: Técnicas de Copywriting

 

Atualmente, as pessoas não gostam de ler.

 

Se fosse possível, prefeririam ligar um cabo à cabeça (como fazem no filme “Matrix“) e fazer o upload de todas as informações que necessitam, numa fração de segundo. Nunca mais precisariam de ler.

 

Neo no filme Matrix

 

Assim, sempre que está a escrever um artigo, deve ter sempre a preocupação em chamar a atenção do leitor.

 

Pode conseguir isso, utilizando algumas técnicas:

 

a). Headlines ou Manchetes

Quando as pessoas partilham o seu artigo no Twitter ou no Facebook, todos os seus seguidores irão ver a “manchete” do seu artigo.

Se a “manchete” for atraente, eles irão clicar nela e ver o seu conteúdo. Caso contrário, você acabará por perder mais um leitor.

 

 

b). Histórias

Não há melhor maneira de fazer chegar uma mensagem a alguém que não seja através de uma história.

Pense Bíblia – todo o grande conhecimento neste livro vem sob a forma de histórias.

As histórias permitem ao leitor simpatizar, o que criará uma conexão entre você e o seu público.

Não é o tema do artigo que faz com que as pessoas partilhem (muitas vezes até se trata de um tema já muito abordado na Internet).

É a emoção que se obtém com a leitura do artigo que contagia as pessoas a quererem partilhar.

 

 

c). Citações

Uma das melhores maneiras de fazer com que as pessoas partilhem seu artigo é incorporar citações de outros autores ou até mesmo próprias.

De preferência, colocá-las de forma “twittável“. Isto é, ter imediatamente ao lado um botão ou link que permita os leitores clicarem e verem essa citação no seu mural do Twiter.

Esta estratégia é conhecida como “sound bites” ou “tweetable quotes” (num próximo artigo, irei falar sobre esta técnica).

 

 

OK, agora que já tem tráfego, o que se segue?

 

Agora você já sabe exatamente o que fazer para escrever artigos que produzam “toneladas” de tráfego para o seu blog.

 

Mas então o que fazer com todo esse tráfego? Quais são os seus objetivos de negócio?

 

Alguns bloggers ganham dinheiro colocando banners publicitários de terceiros. Então neste caso, precisará mesmo de muito tráfego.

 

Mas se o seu objetivo é criar uma lista de contactos ou fazer vendas? Seria uma tolice desperdiçar todo o tráfego que você trabalhou duro para o conseguir, certo?

 

É por isso que você precisa também aprender como escrever artigos que convertam os leitores em subscritores da sua newsletter ou em compradores dos produtos que você tem para vender.

 

Fique atento, porque brevemente irei publicar um artigo a explicar exatamente como fazer isso.

 

 

Gostou deste artigo?

 

Eu adoraria ler as suas opiniões sobre o tema “artigos virais”!

 

Deixe o seu comentário abaixo, e já agora… partilhe!

😉

 

Forte Abraço,
Rui Magalhães

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *