Paypal Corta Relações (também) com Neobux

Foi anunciado hoje, dia 07 de julho de 2017, que o Paypal corta relações com Neobux, de forma definitiva e imediata. O comunicado foi emitido pelo administrador do Neobux no próprio fórum desta plataforma PTC.

 

Paypal Corta Relações com Neobux
Paypal Corta Relações com Neobux

 

No comunicado pode ler-se:

“PayPal contacted us today to notify us they would be terminating our account.”

(…)

“To add insult to injury, they clarified there was nothing wrong on our end, but since they faced huge problems due to the practices of another known website, which theoretically belonged in the PTC vertical -even though they operated in a completely different way than our business model-, they were now forced to cancel every account belonging to a PTC website, regardless if there is a direct violation of their User Acceptance Policy or not.”

 

Basicamente o que o administrador do Neobux quer dizer é que esta decisão partiu do Paypal e que nada tem a ver com o modelo de negócios do Neobux.

 

O próprio administrador admite que, por mais injusto que seja, a equipa irá permanecer pragmática e garantir que os princípios que regem o Neobux hoje, irão permanecem inalterados.

 

O site do Neobux já está a ser adaptado, eliminando-se todas as referencias ao Paypal, e de forma a que os membros que usavam este processador de pagamentos, possam escolher outro processador disponível.

 

O administrador garante que nenhum membro irá perder um único cêntimo.

 

Ressalva ainda que, por causa deste acontecimento, a clausula 5.1 dos Termos de Serviço Neobux ficará sem efeito, durante o tempo necessário até que se resolva toda a burocracia com o Paypal. Isto para garantir que nenhum membro seja afetado por essa condição.

 

Eu já trabalho com o Neobux há muito tempo e sei que não irá ser isto que fará “derrubar” este grandioso e prestigiado site.  

 

 

Porque é que isto aconteceu?

 

Simplesmente o Paypal está a fazer cumprir as suas próprias políticas, recentemente atualizadas, e que ditam que a maioria dos negócios online não estão legítimos para usar o Paypal como processador de pagamentos..

 

No site do Paypal existe uma página com as políticas de utilização referentes às atividades proibídas:

 

“You may not use the PayPal service for activities that:”

(…)

“3. relate to transactions that (a) show the personal information of third parties in violation of applicable law, (b) support pyramid or ponzi schemes, matrix programs, other “get rich quick” schemes or certain multi-level marketing programs, (c) are associated with purchases of annuities or lottery contracts, lay-away systems, off-shore banking or transactions to finance or refinance debts funded by a credit card, (d) are for the sale of certain items before the seller has control or possession of the item, (e) are by payment processors to collect payments on behalf of merchants, (f) are associated with the sale of traveler’s checks or money orders, (h) involve currency exchanges or check cashing businesses, (i) involve certain credit repair, debt settlement services, credit transactions or insurance activities, or (k) involve offering or receiving payments for the purpose of bribery or corruption.”

 

Definitivamente o Paypal está a abandonar, aos poucos, todos os vínculos contratuais com empresas cujas atividades estejam relacionadas com esquemas piramidais, programas de marketing multinível e outros sistemas de enriquecimento rápido.

 

 

O Neobux não é o primeiro a ser afetado

 

Recordo que em dezembro de 2015, o Paypal deixou de colaborar com todos os programas de publicidade online com partilha de rendimentos (revenue sharing)

 

E mais recentemente, desvinculou-se do ClixSense, outro gigante dos PTC’s.

 

Depois de tudo isso, todos já esperávamos que, algum dia, chegaria também a vez do Neobux. Era só uma questão de tempo.

 

Eu até compreendo as razões invocadas pelo Paypal para cortar as relações com empresas ou sistemas com modelos de negócios duvidosos e cuja gestão de conflitos seja difícil de se fazer.

 

Mas por outro lado, reconheço alguma injustiça para com aqueles que exercem uma atividade legitima, devidamente regulamentada e, acima de tudo, legalizada.

 

 

Por causa de uns, pagam todos

 

O Neobux é um site PTC, criado pela empresa NeoDev, Lda., que existe desde 2008, e que conseguiu manter a sua atividade aberta, sem interrupções. Mesmo durante o período em que a maioria dos sites PTC’s não conseguiu resistir às inovações no mercado da publicidade online e ao aparecimento de outros modelos de negócios.

 

O Neobux é atualmente um dos melhores sites PTC’s (senão o melhor), em todos os aspetos, considerado não só pelos membros, mas também pelos anunciantes.

 

Mas, segundo o Paypal, o Neobux enquadra-se no grupo das atividades proibidas. E como as regras são iguais para todos, pimba, apanha de tabela.

 

 

Paypal dá-se ao luxo de recusar parceiros de negócios

 

Ao contrário de muitas empresas, que fomentam relações comerciais com o maior número possível de parceiros, o Paypal querendo manter a sua reputação imaculável, implementa rigorosíssimas políticas e normas de utilização que impossibilitam muitas entidades de recorrer aos seus serviços.

 

Mas no caso concreto das restrições impostas à grande maioria dos negócios online, eu pessoalmente acho que o Paypal poderia ser um pouco mais flexível.

 

Embora saibamos que existe alguma conotação negativa à volta dos negócios online, não se pode “meter tudo no mesmo saco”.

 

Felizmente existem bons negócios e boas empresas que exercem as suas atividades no mercado online – e usam a internet como via de acesso – e que, na minha opinião, são merecedores de algum reconhecimento.

 

E para isso, nada melhor do que estarem associados a grande parceiros conceituados, como o Paypal.

 

Na indústria do “ganhar dinheiro na internet”, ainda existem pessoas que recorrem às parcerias existentes, nomeadamente aos processadores de pagamentos, como um fator decisor na hora de aderirem ou não a um negócio.

 

“Se este negócio trabalha com o Paypal, então é porque se trata de algo sério e credível.”

 

Eu próprio reconheço que uso esse fator nas análises que faço às empresas que surgem com oportunidades de negócio online.

 

 

Resumindo…

 

O Paypal quer afastar-se definitivamente de tudo em que a probabilidades de existirem reclamações seja alta, mas principalmente seja de difícil gestão.

 

Ora, se no geral existem muitas queixas por parte de pessoas que se sentem enganadas nos negócios online, é razão suficiente para o Paypal não querer estar envolvido nessas queixas e manter assim a sua reputação de um sistema de pagamentos altamente confiável, seguro e credível.

 

É claro que muitas pessoas que usavam o Paypal como processador de pagamento nos negócios online não aceitaram bem esta decisão do Paypal. Ou porque confiam precisamente neste processador, ou porque não usam (e não querem usar) outros processadores.

 

E obviamente o Paypal está, neste momento a ser muito criticado por tudo isto. Mas é uma fase passageira. E daqui a algum tempo já todos desvalorizaram este desfecho.

 

Eu pessoalmente acho que o Paypal deveria ser mais flexível, ao ponto de selecionar os negócios verdadeiramente legítimos e mantivesse a relação contratual com essas entidades. Seria a forma de prestigiar ainda mais o Paypal e os negócios realmente legais, do ponto de vista ético e profissional.

 

Todas as partes sairiam a ganhar.

 

Quanto ao Neobux, nada a dizer. Irei continuar a trabalhar com ele como se nada tivesse acontecido.

 

E tu, o que achas disto tudo?

Deixa-me a tua opinião num comentário abaixo!

 

Forte abraço,
Rui Magalhães

7 thoughts to “Paypal Corta Relações (também) com Neobux”

  1. O PayPal não tem muito respeito pelas entidades e pessoas, tomando decisões imediatas, lesando bastante quem trabalha com eles. Eu pessoalmente fui muito prejudicado pela atitude prepotente desses cavalheiros.
    Desde então nada quero com eles, e agora esta notícia ainda mais me afasta do PayPal.

    1. Olá Ruben,
      Na verdade, não podemos dizer que o Paypal está a proceder mal. Simplesmente está fazer aplicar aquilo que eles definiram como suas regras e normas de utilização. Independentemente se nós concordamos ou não.
      E não é por causa dele estar a agir de acordo com as normas que o devemos menosprezar. O Paypal é e continua a ser o melhor processador de pagamentos eletrónico que existe atualmente. Aliás esta decisão só vem aumentar mais ainda a credibilidade perante os seus outros parceiros de negócios.
      No entanto, para nós enquanto utilizadores, obviamente que preferíamos usar o Paypal nos nossos negócios online do que outro tipo de carteira eletrónica.
      Obrigado por partilhar a sua opinião.
      Forte abraço!

  2. Ola Rui, e agora o que sera que vão fazer aos membros que não colocaram dinheiro com o payza. Eu por exemplo como so usava paypal só me deixavam fazer levantamentos por paypal, agora que ia fazer um levantamento ja não dá, por causa das regras que fizeram na neobux. Obrigado

    1. Olá Manuel,
      Se leu o artigo, já deve saber que o Neobux suspendeu a clausula 5.1 que refere precisamente isso. Ou seja, neste momento e até o Neobux resolver a situação com o Paypal, os membros que usaram o Paypal para comprar, vão poder escolher outro processador para depois fazerem os levantamentos. É só uma questão de aguardar que o Neobux prepare todo o sistema nesse sentido.
      Forte abraço!

  3. Opa Rui, blz?

    tem como receber o neobux por bitcoin ou alguma outra criptomoeda? qual a forma de pagamento que eles oferecem? não achei muitas informações na pagina deles.

    abraços

    1. Olá Facínora,
      Até ao momento, o Neobux não trabalha com criptomoedas.
      À data desta mensagem, o Neobux usa o Payza, Neteller e Skill. Podes verificar isso no rodapé no site Neobux.
      Forte abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *